Alec Reidy/ janeiro 1, 2016/ Eu, Intimidade/ 0 comments

A vida é um cliclo infinito de sensações, histórias e emoções, divididos em anos, eras, fases e tudo mais. E a cada virada de ano, sempre vêm aquela sensação do passado voltando a tona. São erros, acertos, ses e porques não, todos voltando no mesmo instante nos fazendo refletir sobre o que fomos e o que seremos daqui pra frente.

A parte mais triste da humanindade é nem sempre aproveitar esse momento de reflexão, para vermos o que podemos fazer de diferente e mudar o que seremos amanhã. Os erros ficam tão marcados em nossa memória que fica mais fácil repeti-los do que muda-los…

Da mesma forma, a característica mais bela do humano em si, é a capacidade de aprender a fazer diferente, gerando resultados positivos e mais agradáveis a todos como um conjunto, e não só a uma única pessoa.

Esta é a minha resolução de ano novo. Uma promeça para mim mesmo que há tempo estou me segurando de fazer ou não.

Para 2016, eu me dou o prazo de 90 dias, sabendo que já passaram dois, para conseguir alguns motivos que me segure no Brasil, ou, ao fim deste prazo começo meus preparativos para embarcar para minha última aventura para minhas terras natais, o Japão.

Que o destino jogue suas cartas e trace meu destino. O caminho que seguirei somente ele pode decidir. Aqui se encerra um ciclo, meu ciclo. Qual será que iniciará em 90 dias?

Share this Post

Deixe uma resposta