Destino Escrito

Alec Reidy/ dezembro 4, 2016/ Eu, Intimidade/ 0 comments

Todos nascemos com duas certezas na vida. A de que iremos viver, e a de que um dia iremos partir. Não importa como ou quanto, é certo que viveremos e que um dia, morreremos. E o que ficará de nós quando nossa hora chegar? O que deixaremos para trás? Riquezas? Sabedoria? Exemplo? Vergonha? E o que haverá do outro lado da vida? Meu pai dizia: “Sabemos como somos amados, pelas

Read More

Cicatrizes

Alec Reidy/ novembro 27, 2016/ Aleatório, Palavras ao Vento/ 1 comments

O mundo é bem complexo, a vida gera uma bagunça e pessoas vão e vêm. Essa frase anterior se encaixa nos três primeiros versos de Lágrimas e Chuvas do Kid Abelha, mas o assunto não tem nenhuma direcionamento à nenhum motivo dramático. Voltando. Essa é uma regra irrefutável da vida. Pessoas sempre vão aparecer e sumir de nossas vidas, sejam eles quais forem os motivos. E todas elas trazem algo para

Read More

Um Futuro Próximo

Alec Reidy/ novembro 20, 2016/ Aleatório, Eu, Intimidade/ 0 comments

A vida é uma dança contínua, com passos e compassos, em um ritmo frenético, com um único fim pré estabelecido. E de uma forma harmônica, o que hoje pode ser, amanhã pode mudar completamente. Ele que hoje está com Ela, amanhã pode não estar. E vice-versa. No meio desta dança, estamos eu e você. Sempre numa promessa, infantil, de que um dia estaríamos juntos, finalmente juntos, até o momento em que

Read More

Jogos Mortais: Acelerado

Alec Reidy/ novembro 13, 2016/ Contos, Jogos Mortais/ 0 comments

A vida é algo fantástico. É uma mistura maluca de conexões, sensações, sentimentos, situações, para não dizer memórias. Algumas, boas, outras ruins, e em sua grande maioria, marcantes. Boas como sensação de leveza, aquele café com pão de queijo no fim da tarde, que você sorri só de lembrar. Ruins como aquele gosto do remédio necessário, na hora da doença, e que uma única palavra, gera uma cascata de sentimentos, e

Read More

Escolhas

Alec Reidy/ novembro 6, 2016/ Aleatório, Palavras ao Vento/ 0 comments

Viver não é fácil. Sim, realmente não é nada fácil. São escolhas, sentimentos, vontades, medos, inseguranças, pensamentos… O universo inteiro conspirando para que eu, você, ele, todos nós, façamos nossas escolhas. E assim definirmos nosso caminho escolhido. É muita coisa, sim é. São diversas opções, sim são. Mas tudo, o que somos, para onde vamos, o que seremos, o que sentimos, ou tememos, tudo, tudo isso, depende dessas escolhas. E

Read More

Devaneios Noturnos Aleatórios: Selva…

Alec Reidy/ outubro 30, 2016/ Contos, Devaneios Noturnos Aleatórios, Eu, Intimidade, Lembranças/ 0 comments

Rede social, um contato, alguns assuntos, dúzias de mensagens, diversos assuntos. Um café, uma companhia. Jogos de olhares, pré julgamentos de poucas horas. Um sorriso, um telefone, algumas fotos. Um convite, uma hora, um lugar. Morena de olhos claros, altura mediana, corpo com curvas, muitas curvas. Um flerte, um olhar mais profundo, pernas inquietas, mãos macias. O batom deixou de ser vermelho. Um sabor suave de caffee latte e um

Read More

Vazio Agoniante

Alec Reidy/ outubro 23, 2016/ Eu, Intimidade/ 0 comments

Errar é humano. Quem não erra? E pior que errar, é admitir publicamente seus erros. E eis eu aqui, assumindo meus erros. Sexta feira, uma noite fatídica paulistana. Uma noite de festas, comemorações, bares, bebidas, baladas. Uma noite que tudo deveria ser perfeito. E por erros meus, se tornou um desastre. Não lembro bem como tudo começou. Nem porque tudo aconteceu. Mas de forma inesperada, o que eu mais temia aconteceu.

Read More

Alguma Coisa Acontece…

Alec Reidy/ outubro 16, 2016/ Aleatório, Cotidiano, Eu, Intimidade/ 0 comments

Dentre tantas coisas que tem ocorrido em minha vida, posso dizer, com todas as letras em caixa alta, que estar trabalhando onde estou, certamente, é um dos acontecimentos mais emocionantes. Não é meramente uma puxação de saco. É apenas uma realidade. Uma sensação nova, daquelas que você respira fundo e se pega suspirando, sozinho, feito bobo apaixonado. Pela primeira vez na minha vida, posso dizer que realmente recebo o suficiente

Read More

Quebra Galho Maroto

Alec Reidy/ outubro 9, 2016/ Aleatório, Cotidiano, Eu, Intimidade/ 0 comments

Sexta-feira, dezenove horas, saindo do trabalho. O celular toca, cliente externo ligando. Meu primeiro pensamento foi atender e bater um papo. Depois lembrei de quem se tratava, um amigo de meu pai, com quem trabalhei alguns anos atrás, fazendo freelance. Não, hoje é sexta e eu quero descansar. Primeira ignorada e continuo meu trajeto até meu tão aclamado destino, meu computador e minha cama, ambos me aguardando para uma deliciosa noite

Read More

Jogos Mortais: Arrependimento Etéreo

Alec Reidy/ outubro 2, 2016/ Contos, Jogos Mortais/ 0 comments

Nascemos números, somos números, vivemos números. Assim é a sociedade. Ninguém para no meio da avenida e olha a sua volta, imaginando a vida de cada um. Todos apenas seguem com sua vida pacata, indiferentes uns aos outros, mesmo que a pessoa ao lado esteja sendo assaltado na hora. E o pensamento é comum, apenas um “Não é comigo”. No meio dessa multidão, caminha Marry. Uma jovem de 26 anos, fazendo sua

Read More