Dentre tantas qualidades que o humano possui, a mais notável é certamente a de aprender. Consequentemente seus atos, vontades, gostos e desgostos se tornam algo relativo. O que hoje é necessário, amanhã torna-se supérfluo.

O mundo é assim. As pessoas são assim. Eu, sou mais um que não foge a regra. Vivo cheio de mudanças, com minha voz, meus gostos, meus jeitos, de forma imperfeita, incompleta e única.

Gosto….
…de ler sob o cobertor…
…de sonhar com os próximos 5 minutos…
…de escrever tudo o que sinto e acho…
…de recitar minhas próprias poesias…
…de sorrir com toda força de vontade…
…de chorar meus desabafos e desaforos…
…das pessoas que vêm e vão na vida…
…do mistério contido em meus olhos…
…da liberdade do dia-a-dia…
…da chuva escorrendo no telhado…
…do vento soprando ao pé da orelha…
…da noite caindo sobre meus ombros…
…do MPB, Blues e Jazz…
…de beijar e namorar frente à televisão…
…de dormir e acordar abraçado…
…de fazer amor a noite inteira…
…das tardes em baixo do chuveiro…
…da minha falta de rotina…
…dos meus devaneios e desejos…
…sentir aquela saudade agoniante…
…ser inconstante, a todo instante…
…de me descobrir a cada instante…

Odeio…
…ter minha privacidade invadida…
…não ouvir a verdade por mais dura que seja…
…perder pessoas importantes à minha volta…
…quando acaba meu café quando mais preciso…
…que me liguem antes das 9h00…
…compromissos desmarcados em cima da hora…
…ser enrolado não importa o motivo…
…querer algo e não poder fazer nada a respeito…
…barulho alto e ensurdecedor…
…futebol, ufc e coisas machistas…
…discutir política e religião…
…ser tratado como qualquer um…
…ver pessoas sendo tratadas como números…
…ver meus amigos tristes…
…não poder ver meu filho…
…me sentir sempre sozinho…