Alec Reidy/ setembro 18, 2016/ Eu, Intimidade/ 0 comments

Vivo 2016, com cada dia é um dia. Completamente diferente do anterior, sem expectativas e muito melhor do que poderia ser. Um ano de mudanças. É estranho ainda pensar que até pouco tempo atrás eu estava casado, morando em outra cidade, com uma vida que era uma mistura de contentamento e comodismo, com indignação e marasmo.

Hoje, olhando para trás, vejo quanto mudei.

A começar pelos empregos. Só nestes meses eu passei por quatro empresas, entre regimes legais e não tão legais. E hoje, após tantos saltos e pulos, posso dizer que estou satisfeito. Tanto pelos ganhos financeiros, quanto pela localização. Mas o mais impactante é a filosofia da empresa, que permite meus horários malucos e me presenteia com um clima agradável pelas pessoas e pelos projetos desafiadores.

Depois, pelos meus gostos pessoais. Admito que sou apaixonado por séries, filmes, música, nerdices, quadrinhos e, porque não, jogos. Mas já que faz um tempo que não vejo nenhuma de minhas dezesseis séries ou mergulho nos jogos como antigamente.

E o mais misterioso de todas as mudanças, minha vida atualmente, tanto amorosa, quando noturna e sexual.

Nunca me imaginei como alguém que realmente aproveita as noites acordado, voltando de madrugada para casa, e pouco me importando com o dia seguinte. Claro que há uma certa maturidade da idade somadas com uma certa independência financeira. Mas hoje, posso dizer com todas as letras que eu vivo.

Aliás, falando em vida amorosa e sexual, esta última tem sido bem… Como eu posso dizer… Fantástica.

Com o tempo, deixei de acreditar em muitas coisas. Principalmente quando penso em dividir uma vida com alguém. E é tão estranho. A dona D está além do esperado. Nunca, sim, deixando bem frisado e marcado, nunca achei que iria encontrar alguém como ela.

Eu, que sou uma pessoa ciumenta, nunca me imaginei com alguém como ela. Ativa da noite, esforçada que trabalha em dois empregos, cuida de um filho mais ativo e menor que o meu, sem se importar com rótulos. É algo completamente inexplicável e o jeito que ela leva a vida é algo invejável, ao menos para mim.

Bom… Posso dizer com todas as letras que este primeiro mês com ela mudou completamente minha rotina, coisa que para uma pessoa metódica como eu é algo inesperado. Fora minhas perspectivas sobre relacionamento, expectativas e, porque não, felicidade.

Como eu disse. 2016 é um ano cheio de mudanças. E que continue assim!!!

Share this Post

Deixe uma resposta