/ setembro 7, 2016/ Aniversário, Datas comemorativas, Eu, Intimidade

O que dizer sobre essa pessoa tão especial que faz aniversário hoje?

Como descrever perfeitamente essa pessoa que vive sorrisos, sonha verdades e dança sobre as peças que a vida joga? Sinceramente. Eu não tenho palavras suficientes para descrever a D.

Acredito que é comum em divórcios. Mas a sensação que eu tenho após separar de uma pessoa com quem passei tanto tempo de minha vida é… Triste, vazio, impotência, descrença… Eu já não acreditava em relacionamentos, nem em sonhos. Eu cheguei a acreditar que nunca mais seria feliz. E que nunca seria capaz de fazer alguém feliz.

E hoje, graças a D, posso dizer que ganhei novos horizontes. Acordo todos os dias animado, me sinto um adolescente bobo quando me pego sorrindo pensando nela, e, quantas e quantas vezes não passei em frente à algumas lojas e pensei “Isso ficaria ótimo nela”.

Faz pouco menos de um mês que estamos juntos. E sinto poder dizer quão és especial para mim. Mal imagino eu, atualmente, sem a companhia dela. E… Posso me perder nas palavras, mergulhar nas letras e me afogar em meus próprios versos, desde que eu esteja ao lado dela. Não sei se isso durará, mas cada segundo ao lado dela, tem sido um sonho sem fim.

Eu realmente sei o que quero. Quero envelhecer ao lado dessa pessoa. Vê-la sorrir todos os dias, comemorar suas conquistas, fazer seus cafés das manhãs, abraçar o máximo que puder. Apoiar em suas dificuldades, consolar suas perdas e jamais faze-la chorar novamente.

Espero que esse sonho chamada D nunca acabe.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*